A Intel emitiu um recall de segurança para os relógios fitness de sua marca Basis. Foto: Divulgação.

A Intel emitiu um recall de segurança para os relógios fitness de sua marca Basis na quarta-feira, 03, alertando que os gadgets podem causar bolhas ou queimaduras.

A empresa solicita que os clientes devolvam os dispositivos imediatamente e promete um reembolso total pelos produtos, que são vulneráveis ao superaquecimento.

O recall, que a Intel disse estar fazendo de forma voluntária, representa um retrocesso nos esforços da empresa para diversificar seus negócios para além da indústria de PCs, que sofre com a diminuição das vendas.

Segundo o Business Insider, a Intel comprou a Basis em 2014 por supostos US$ 100 milhões.

O relógio Basis Peak, afetado pelo recall, foi o primeiro modelo de smartwatch da linha Basis lançado após a aquisição da empresa pela Intel. O wearable pode monitorar a taxa de batimentos cardíacos, a produção de suor e os movimentos físicos.

Na época, o dispositivo foi considerado mais avançado que alguns dos relógios de fitness rivais, de empresas como Fitbit e Jawbone.

Entretanto, o relógio está propenso ao superaquecimento, o que pode causar queimaduras ou bolhas na pele do usuário. A Intel anunciou pela primeira vez o problema em junho, recomendado que os consumidores parassem de usar os dispositivos como medida de precaução.

Já nesta quarta-feira, 03, a Intel anunciou o recall obrigatório para todos os relógios. A empresa irá encerrar a base desuporte on-line do Peak até o final do ano.

"Esperávamos que a atualização de software do relógio pudesse resolver o problema. Infelizmente, apesar de nossos grandes esforços, não somos capazes de desenvolver uma solução sem comprometer totalmente a experiência do usuário", disse a Intel em comunicado.

A Intel disse que está ciente de que "um pequeno número de clientes relatou desconforto, bolhas ou queimaduras no pulso". Segundo a empresa, os casos envolvem 0,2% dos relógios vendidos.

Apesar de ser uma aposta da Intel para fugir da dependência dos PCs, o mercado de smartwatches também não vai bem.

O mercado de relógios inteligentes sofreu uma queda nas vendas no segundo trimestre de 2016 em relação ao mesmo trimestre de 2015. A diminuição foi de 32%, com 3,5 milhões de unidades vendidas no período.

A ausência de lançamento de um novo smartwatch da Apple causou um desânimo no mercado. Ainda assim, a empresa é a líder do segmento, com 1,6 milhão de unidades vendidas e 47% do mercado, segundo o IDC.