A Red Hat registrou alta de 21% na comparação com o ano fiscal de 2017. Foto: Divulgação.

A Red Hat acaba de anunciar os resultados financeiros do ano fiscal de 2018, encerrado em 28 de fevereiro. A receita total foi de US$ 2,9 bilhões, alta de 21% na comparação com o ano fiscal de 2017.

“O quarto trimestre teve um desfecho forte para o ano da Red Hat. Durante o ano, mantivemos sólido crescimento das receitas provenientes das assinaturas dos serviços em ambas as nossas principais categorias de tecnologia, o que permitiu que a receita excedesse a expectativa anual em US$ 3 bilhões ao final do ano”, declara Jim Whitehurst, presidente e CEO da Red Hat.

O faturamento da unidade de assinaturas foi de US$ 2,6 bilhões, alta de 21% na comparação anual. O segmento representou 88% do total da receita do ano fiscal.

A receita referente às assinaturas relacionadas aos serviços de infraestrutura foi de US$ 2 bilhões, alta de 15% em relação ao último ano. O faturamento com assinaturas relacionadas ao desenvolvimento de aplicativos e outras tecnologias emergentes foi de US$ 624 milhões, um aumento de 42%.

“Temos o prazer de entregar um crescimento de 21% das receitas durante o ano fiscal de 2018, acima dos 18% do ano anterior. A performance robusta da empresa no quarto trimestre também permitiu que fechássemos o ano com um crescimento de 24% do backlog na comparação anual. Acreditamos que o nosso backlog, junto com a contínua demanda por nossas tecnologias, possibilitarão um forte crescimento para o ano fiscal de 2019”, diz Eric Shander, vice-presidente-executivo e CFO da Red Hat.

O lucro operacional GAAP para o ano fiscal de 2018 foi de US$ 472 milhões, um crescimento de 42% na comparação anual.