FISCAL

Sovos compra Fit Sistemas

04/03/2021 10:23

Gigante britânica segue reforçando presença no mercado brasileiro por aquisições.

Paulo Zirnberger de Castro, country manager da Sovos no Brasil.

Tamanho da fonte: -A+A

A Sovos, multinacional britânica de software fiscal, acaba de comprar a Fit Sistemas, uma companhia paulista do segmento.

A Fit oferece software na nuvem tem sede em São Paulo, 11 anos de mercado, 12 mil clientes e 24 funcionários.

A companhia adquirida oferece a sopa de letrinhas completa do software fiscal brasileiro, incluindo NF-e , CT-e , NFC-e, SAT e DF-e, integrado a uma grande gama de soluções de gestão, incluindo SAP, Oracle NetSuite, Totvs, Sintel, CITEL e IFS. 

A nota da Sovos e o site da Fit não dão muitas pistas de quem são os clientes da empresa. O comunicado de aquisição fala apenas em “telecomunicações, varejo, agricultura, mídia e serviços financeiros”.

O número total de clientes está no site da Fit. É um volume significativo e mais tendo em conta o número de funcionários relativamente baixo, o que indica que a companhia deve ter alguma solução mais de massa. 

“Gerenciar as mudanças do fisco é ainda mais difícil para as empresas que dependem de soluções on-premises que precisam de atualizações constantes, gerando custos e riscos adicionais ao processo, o que torna as opções de soluções cloud-first cada vez mais atraentes”, afirma Paulo Zirnberger de Castro, country manager da Sovos no Brasil. 

A Sovos vem investindo no Brasil. No ano passado, comprou a Taxweb, outra companhia brasileira de software para a área fiscal sediada em São Paulo.

O perfil é diferente da Fit. De acordo com a Sovos, a Taxweb atende oito dos 10 maiores varejistas do Brasil. Em seu site, a Taxweb afirma ter 150 funcionários e mais de 300 clientes.

A Taxweb foi criada em 2009 como um spin off da Mastersaf, então uma das maiores empresas brasileiras de tecnologia para a área fiscal.

A companhia era controlada pelo Grupo Cassis, fundado por três ex-sócios da Mastersaf. O Cassis segue com a NSI e  Gett, companhias com tecnologia para gestão de comércio exterior e a JExperts, de governança de TI.

A Mastersaf, um dos grandes players nacionais de software de gestão fiscal e tributária, foi adquirida em 2011 pela Thomson Reuters, marcando o início de uma série de aquisições no Brasil que segue até hoje.

Já a Sovos entrou no Brasil em 2017, ao adquirir a chilena Paperless, especializada em software de documentos eletrônicos.

A Paperless abriu sua operação por aqui em 2002, no mesmo ano em que foi criada no Chile, e trabalhava com toda a linha de softwares para atender as exigências fiscais do governo brasileiro, incluindo NFC-e, CF-e SAT, SAT, NF-e e outras. 

A lista de clientes no país inclui nomes como Pizza Hut, C&A, Raia Drogasil e Walmart.

Em 2018, a Sovos cacifou sua operação no país com a contratação de Paulo Zirnberger de Castro, ex-VP de vendas para a área de serviços financeiros da SAP, para assumir o cargo de country manager.

A Sovos tem 7 mil clientes, incluindo a metade da lista Fortune 500.

Veja também

LÍQUIDO
Ambev usa solução fiscal da Sovos

TaxRules facilita o pagamento de impostos na gigante de cervejas.

FISCAL
Sovos compra Taxweb

Gigante britânica segue reforçando presença no mercado brasileiro por aquisições.

FISCAL
Castro, ex-SAP, assume Sovos no país

A Sovos é uma multinacional americana que entrou no Brasil por meio da compra da chilena Paperless.

IMPOSTOS
Advantech é a 1ª a usar ACR da SAP no Brasil

Nova solução fiscal do S/4 Hana foi implementada pela austríaca Phoron.

FATIAS
Wickbold faz AMS diferente

Gigante de pães tem três fornecedores competindo para entregar melhorias.

LEVOU
EY compra Partners Digital

Consultoria SAP paulista tem atuação discreta, mas dezenas de grandes clientes.

GESTÃO
Intuit tem novo country manager no Brasil

Davi Viana tem um histórico no mercado de micro e pequenas empresas.

NOMES
Thomson Reuters reforça time comercial

Empresa contratou quatro executivos, todos com mais de 20 anos de experiência.

CONTRATAÇÃO
Tomasini, ex-PwC, assume varejo na Everis

Com 25 anos de carreira, o executivo passou por empresas como Tivit, Natura, CTIS, Indra e Siemens.