Jahangir Mohammed. Foto: divulgação.

A Cisco anunciou nesta quarta-feira, 03, a compra da Jasper Technologies, companhia especializada em tecnologias de Internet das Coisas (IoT), por US$ 1,4 bilhões.

Segundo reporta o Business Insider, com a compra a Cisco quer adicionar novas capacidades de IoT em seu portfólio de redes. Com cerca de 3,5 mil clientes corporativos, a Jasper é especializada em soluções de gestão de redes para dispositivos conectados.

As soluções da companhia adquirida permitem que dispostivos de IoT se conectem através da internet usando redes de telefonia celular oferecidas pro provedores globais.

O CEO da Jasper, Jahangir Mohammed, liderará uma nova unidade dedicada a IoT dentro da Cisco, se reportando diretamente a Rowan Trollope, VP Senior e gerente do Cisco IoT and Collaboration Technology Group.

A compra sublinha o foco anunciado pela Cisco no mercado de IoT. No ano passado, o CEO da empresa Chuck Robbins afirmou que o segmento é a próxima grande aposta da empresa. De acordo com a multinacional, o mercado geral de IoT pode chegar a US$ 19 trilhões em receita na próxima década.

A confiança também se traduz em números. Esta é a maior compra da Cisco nos últimos tempos. Recentemente a empresa investiu US$ 635 milhões na OpenDNS, empresa privada de segurança em nuvem. No final do ano, foi a vez da Acano, de soluções de videoconferência, por US$ 700 milhões.

Também de olho no mercado de data analytics, a Cisco anunciou no ano passado o Connected Analytics para a Internet das Coisas, um conjunto de produtos que a companhia está adicionando ao seu portfólio.

Em parceria com a ABB e Bosch, a empresa norte-americana criou no ano passado a Mozaiq, uma joint-venture internacional para desenvolver e operar uma plataforma de software aberto para residências inteligentes. O responsável pela Mozaiq é Dirk Schlesinger, da Cisco Internet Business Solutions Group.

A Cisco também faz parte do Industrial Internet Consortium, ao lado de empresas como IBM, Intel, AT&T e GE, com o plano de impulsionar negócios envolvendo o conceito de Internet das Coisas e automação industrial via web.

Outro investimento da multinacional, realizado no ano passado, foi a criação de um centro global de inovação dedicado à Internet das Coisas, que será aberto em Barcelona.

A instalação, um investimento de US$ 30 milhões, servirá como plataforma de pesquisa, desenvolvimento tecnológico e de novas oportunidades de negócio relacionados com a IoT aplicada às cidades inteligentes (smart cities).

Com inauguração prevista para o verão de 2016, o centro será um dos cinco centros globais da Cisco dedicados a Internet das Coisas, se juntando a dois já em funcionamento (no Rio de Janeiro e em Songdo, na Coreia do Sul) e a outros dois que serão construídos na Alemanha e no Canadá.