A Aegea contou com o SAP Labs para desenvolver o Sistema de Saneamento Inteligente. Foto: Divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Aegea, uma das maiores empresas de saneamento do segmento privado do Brasil, contou com o SAP Labs para desenvolver o Sistema de Saneamento Inteligente. 

O projeto fez parte do Innoweeks 2016, uma iniciativa de coinovação da SAP Labs, que reúne empresas, pesquisadores acadêmicos e parceiros de tecnologia para solucionar desafios com soluções baseadas em big data e IoT.

Para a Aegea, o time modelou o cenário do cliente em aplicações de machine learning usando conceitos como redes neurais e previsão de séries temporais para prever situações críticas, sugerir como resolvê-las e direcionar simulações para melhorar a tomada de decisões.

"A Aegea tem como foco fornecer água – cujo bombeamento é baseado em energia elétrica - e disponibilizar serviços para cidades pequenas e médias. Isso só é viável se compatibilizarmos o custo da eletricidade, da água e dos próprios serviços às populações com faixas de renda menos favorecidas", explica Dan Ramon Ribeiro, Líder Corporativo de Gestão de Energia da Aegea.

Assim, o desafio levado ao Innoweeks foi o de desenvolver uma solução capaz de reduzir os custos operacionais do ProLagos, empresa da Aegea em Búzios, responsável pelo saneamento da região dos Lagos, no Estado do Rio de Janeiro.

Hoje, a Aegea está presente em 48 cidades e 10 estados do Brasil. Em sete anos de atuação, a companhia conquistou 23% do mercado privado de saneamento básico, administrando todo o processo de abastecimento, coleta e tratamento de esgoto de mais de 5,4 milhões de pessoas.

A partir do objetivo apresentado, um time de cinco especialistas da Aegea e 20 integrantes da SAP Labs desenvolveram um protótipo denominado Sistema de Saneamento Inteligente. 

Na avaliação da Aegea, a solução desenhada pela equipe permite o fornecimento de água de maneira eficiente, com aumento da segurança e da assertividade da distribuição, otimizando a operação da empresa, e a redução do consumo de energia. 

A ideia de utilizar a internet das coisas para conectar equipamentos, fazer medições online em tempo real e disponibilizar os dados obtidos no Centro de Controle resultou em um aumento de eficiência operacional.

Hoje, a empresa está disponibilizando, implementando e instalando equipamentos que medem todos os parâmetros necessários para determinar a eficiência em cada bomba de motor instalada no sistema, propiciando menor perda de água e menor gasto de energia para os serviços fornecidos.

"Nosso problema foi entendido, avaliado e a solução necessária disponibilizada, como protótipo, pela SAP. Foi extremamente criativo e muito produtivo participar do processo de desenvolvimento e o resultado foi tão interessante que nos levou a pensar em também aplicar esses próprios conceitos em outras unidades da empresa", conclui Ribeiro.