Stefanini mais adaptada para o mercado mexicano. Foto: www.flickr.com/photos/schlaeger/

A filial México da Stefanini é a primeira consultoria brasileira a conquistar a certificação MoProSoft, um modelo de processos para desenvolvimento de software que pode ser definido como o equivalente mexicano do MPS.BR.

Assim como o certificado brasileiro, o MoProSoft visa baratear e simplificar a adoção de práticas do CMMI, ISO e outros certificados.

“É um feito sem precedentes para nós e para todo o Brasil, o que nos converte na primeira consultoria que conta com processos maduros, ferramentas e especialistas para oferecer um serviço de qualidade e valor agregado aos clientes, seguindo modelos nacionais e internacionais para atender nossos clientes em todas as áreas de negócio”, comemora Sérgio Donizeti Silva, diretor geral da Stefanini México.

O investimento em modelos locais de qualidade de software não é exclusivo do México.

Em janeiro, a empresa se tornou a única empresa do Brasil a ter MPS.Br A e C, níveis mais altos do modelo de qualidade de software brasileiro, em três fábricas de software.

A lista inclui a unidade de Jaguariúna, em São Paulo, que recebeu o nível A, e as fábricas do Distrito Federal e Porto Alegre, que levaram o nível C.

Desenvolvido pela Softex, o MPS.Br se baseia em modelos como a ISO 15504 e CMMI, e possui sete níveis de maturidade, que vão do G ao A, em nível crescente.

Mais de 400 empresas já passaram por avaliações MPS.Br no país.

A Stefanini tem mais de 20 fábricas de software espalhadas pelo Brasil, Argentina, México, Perú, Colombia, Estados Unidos, Índia, China e Romênia, com aproximadamente 7,8 mil colaboradores.