Nana Baffour, CEO, Chairman & Chief Culture Officer da Qintess.

A Qintess, empresa resultado da compra da Resource pelo grupo dono da Cimcorp, acaba de comprar a CSC Brasil, uma companhia que está entre as maiores especialistas no assunto análise de dados e Business Intelligence do país.

Não foi revelado o valor do negócio. No mercado desde 1986 e com filiais Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília, a CSC tem 115 funcionários. 

A CSC Brasil (não confundir com a gigante americana CSC) é uma das poucas parceiras Premier da Alteryx na América Latina e parceira Gold da Tableau, duas empresas de destaque entre os novos players de análise de dados surgidos nos últimos anos.

A companhia lista 70 clientes no seu site, onde revela ter feito o maior projeto com Tableau fora dos Estados Unidos para o Itaú.

A CSC também lista grandes projetos na área de ITSM, com tecnologia da BMC, na faixa dos 10 mil homens hora, para clientes como Caixa, Prodesp e Eletrobras.

Com a aquisição, a empresa inaugurará uma plataforma chamada Qintess Analytics & Decision Science (QADS), que combina as soluções de analytics presentes no atual portfólio da Qintess, com as da CSC Brasil.  

“Este era o passo que faltava para nos consolidarmos, em definitivo, como o parceiro estratégico de clientes no Brasil e na América Latina”, diz Nana Baffour, CEO, Chairman & Chief Culture Officer da Qintess. 

Baffour é um empreendedor com uma história de vida de filme.

Nascido em Gana, o Baffour migrou jovem e com US$ 100 no bolso para os Estados Unidos, onde começou carreira no setor financeiro, antes de embarcar numa trajetória como investidor em empresas de tecnologia.

Em 2011, Baffour se mudou para São Paulo, após adquirir a Cimcorp, uma das maiores integradoras de TI em atuação no país no começo dos anos 2000.

Anos depois, em 2014, a Cimcorp comprou os negócios das empresas Damovo, Getronics e Sopho no Brasil, atuando com soluções em network, data center, cloud computing, comunicações unificadas e workspace management. 

Baffour voltou às manchetes em 2019, com a compra da Resource, outra integradora de TI de grande porte. Em maio deste ano, a fusão entre Cimmcorp e Resource adotou o nome Qintess.

A Resource fechou 2018 com um faturamento de R$ 470 milhões, um crescimento de 20% em relação a 2017. São mais de 300 clientes, 2,5 mil funcionários e boa penetração entre multinacionais e bancos.

A nova empresa tem 3,5 mil funcionários e mais de 2 mil clientes, com operações no Brasil, Chile, Colômbia, Estados Unidos e Europa.