Até o fim de 2019, a Landing.jobs quer levar 30 profissionais brasileiros para trabalhar em Portugal. Foto: Pexels.

A Landing.jobs, empresa de recrutamento em TI, quer facilitar a entrada de profissionais de tecnologia do Brasil no mercado de trabalho de Portugal com o TOP (Top Opportunities Program). A ação pretende auxiliar 30 profissionais a encontrarem uma oportunidade de trabalho no país e regularizar sua entrada.

A campanha 30 Tech Visas é voltada para especialistas nas áreas de back-end, front-end e data science. As inscrições estão abertas pelo site até o dia 23 de junho. 

O programa funcionará como um processo de recrutamento com várias fases de testes habilidades e entrevistas. No final do processo, 30 selecionados receberão uma oferta formal de emprego e assistência em todos os passos para obtenção do seu visto de trabalho para Portugal.

Depois de fazerem a inscrição no site da campanha, os candidatos farão um teste básico de qualificação, que será eliminatório. Após essa primeira seleção, tem início o processo de recrutamento, que será realizado através de teste técnico online, seguido de avaliação de currículo e duas entrevistas: uma técnica e uma de perfil pessoal. 

O processo de seleção da campanha 30 Tech Visas será em inglês, pois o conhecimento do idioma é fundamental no mercado de trabalho português. 

Nessa campanha, a Landing.Jobs vai trabalhar com empresas parceiras para encontrar a mais adequada ao perfil e às habilidades de cada candidato finalista. 

Os candidatos selecionados terão duas ofertas possíveis para escolher entre empresas com mais de 10 anos no mercado e equipes de TI superiores a 50 pessoas, e empresas jovens, com equipes de TI formadas por pelo menos 20 pessoas.

Com quase cinco anos de experiência em recrutamento de profissionais de TI para o mercado europeu, a Landing.jobs criou o programa a partir do lançamento do Tech Visa, novo modelo de visto do governo português que garante acesso de profissionais qualificados de fora da União Europeia a vagas em empresas portuguesas. 

“O nosso objetivo é dar um primeiro passo na mudança de mentalidade dos empregadores em Portugal, ao mesmo tempo que ajudamos a mudar a vida de 30 pessoas”, explica Maria Tolentino, business lead responsável pelo mercado português. 

A expectativa da Landing.jobs é de que até o fim de 2019 os 30 profissionais selecionados já estejam trabalhando em Portugal.