Novell procura country manager no Brasil. Foto: reprodução.

Você se lembra da Novell, empresa de software que chegou perto de ser uma das gigantes do mercado de TI nos anos 90 e início dos 2000? Pois saiba que a vaga de country manager Brasil da empresa está aberta, inclusive para você.

A companhia, que desde 2010, quando foi adquirida por US$ 2,2 bilhões pela Attachmate, operou de forma tímida no Brasil, sem contar com uma liderança local. O ex-gerente no país, Sergio Toshio Mituiwa, assumiu depois da compra diversos cargos da empresa compradora no continente.

Atualmente Mituiwa é vice-presidente e gerente geral Latam da Attachmate.

A vaga para country manager da Novell está aberta na web para quem quiser ver, em sites como Linkedin e Indeed. Embora estes sejam sites comuns para esse tipo de anúncio, é curioso ver uma vaga importante como essa listada desta forma, ainda mais se tratando de uma empresa que já foi grande, como a Novell.

A Novell chegou ao sucesso com seu sistema operacional NetWare, usado nos anos 90 em servidores Intel para rodar os sistemas DOS e Windows. A empresa também foi bem-sucedida no final dos anos 90 com suas aplicações para servidores de e-mail.

Nos anos 2000, no entanto, a empresa acabou perdendo a guerra no segmento para a Microsoft e, ao tentar emplacar com o lado open source, a companhia não foi páreo para a (ainda) líder do setor, Red Hat.

No entanto, a empresa parece estar obstinada a ter seu retorno. Segundo destacou o presidente da companhia, Bob Flynn, ao site IDG norte-americano, a empresa quer ser novamente reconhecida como uma empresa de tecnologia de alta qualidade para infraestruturas de TI.

"A Novell Corporation foi durante um bom tempo um dos maiores fornecedores de TI no mundo, mas em algum ponto na metade dos anos 90 perdeu seu caminho", afirmou Flynn.

Segundo analistas, o caminho do plano de Flynn é longo, já que desde a compra pela Attachmate a empresa se manteve "adormecida", enquanto o mercado evoluiu de forma exponencial.

No entanto, em abril Flynn destacou que a empresa está aos poucos ativando uma nova campanha de vendas para buscar novos clientes. Atualmente a empresa conta com cerca de 3,2 mil funcionários.

Pelo jeito, o Brasil está incluído nessa retomada. Além da busca de um novo country manager, novas vagas como gerentes de contas também estão abertas em terras canarinhas. Ao redor do mundo, são diversas outros cargos abertos.

Somente para o cargo de gerente no Brasil, a companhia já conta com cerca de 650 inscrições. Agora é esperar para ver os próximos capítulos desta história. Estamos aqui torcendo, pois afinal de contas todos nós gostamos de uma boa história de redenção.