Diego Brites Ramos. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

Depois de 22 anos como Teltec Networks, focada em telecomunicações, a integradora de Florianópolis anuncia uma guinada: passa a ser Teltec Solutions, atuando em soluções e serviços de TIC, e projeta crescer no setor privado, já que hoje o governo tem fatia de 90% em seu faturamento, cuja meta é dobrar em três anos, somando R$ 100 milhões.

“Vamos operar principalmente sobre plataformas de computação na nuvem, com ofertas como desktop e infraestrutura como serviço, entre várias outras”, comenta o diretor geral da companhia, Diego Brites Ramos.

O executivo conta que até agora as principais verticais de atuação da empresa têm sido, dentro do segmento público, as áreas de educação e justiça.

Com as novas ofertas, reforçadas por uma parceria com a Cisco, a meta é se expandir no nicho, mas ganhando terreno privado - escolas particulares, por exemplo.

Para isso, a aposta está em um portfólio que vai de soluções de colaboração para o ambiente de ensino até ferramentas de gestão escolar.

Só que a Teltec quer mais do que escolas: conforme Brites Ramos, a meta é partir para cima de todos os segmentos privados.

“Vamos passar o rodo”, brinca.

Nisso, o varejo e a indústria despontam, e a companhia catarinense vai atrás deles com a experiência de quem já atendeu a nomes do calibre de Tractebel, BR Foods, Senai e outros.

Com filiais em Brasília, Curitiba e Recife, a abrangência regional está garantida. Já a carteira de parceiros, que além de Cisco traz HP, Axis, VMware, NetApp, entre outros, garante a expansão da oferta.

“Estamos há anos acompanhando a transição da simples oferta de produtos para uma nova arquitetura baseada em serviços", explica Brites Ramos. “Já somos uma empresa com projeção nacional, e a conquista do mercado corporativo é o grande trunfo para os próximos anos”, finaliza

O novo diretor geral terá a companhia dos atuais sócios Rafael Araújo Silva, diretor técnico, e Daniel Raizer Heller, diretor da fiilal de Brasília da Teltec.

SUCESSÃO
Diego Brites Ramos na direção da empresa é um exemplo do movimento de transição executado pela Teltec.

Após 12 anos de casa, ele assumiu como diretor geral este ano, sucedendo Glauco Brites Ramos, fundador da companhia que passou a atuar no Conselho de Administração.

Além dele, seguem à frente do negócio os atuais sócios Rafael Araújo Silva, como diretor Técnico, e Daniel Raizer Heller, diretor da fiilal de Brasília.

Ao todo, a Teltec tem 50 colaboradores diretos.