Fundada em 2013, a plataforma é utilizada por mais de 23 mil corretores de 140 incorporadoras. Foto: Pixabay.

A Soluti, empresa líder em certificação digital no país, investiu R$ 2 milhões na App Facilita, startup goiana de venda de empreendimentos imobiliários.

Com o aporte, a startup pretende impulsionar a atuação do aplicativo no mercado, que representa um faturamento anual de R$ 140 bilhões em vendas.

Fundada em 2013, a plataforma é utilizada por mais de 23 mil corretores de 140 incorporadoras, presentes em 21 estados brasileiros. 

A empresa tem apresentado um aumento de receita recorrente mensal de 90% nos últimos 12 meses.

Além do aporte financeiro, a startup também adotou o Assine Online, solução recém lançada pela Soluti. 

Assim, o app passa a contar com a assinatura eletrônica, tornando-se o primeiro do setor a oferecer um processo comercial 100% digital.

Além disso, a App Facilita também anunciou o simulador de vendas on-line, permitindo que os corretores consigam calcular, através do aplicativo, condições de pagamento e enviar propostas de possíveis clientes para análise.

De acordo com regras pré-estabelecidas pelas incorporadoras ou construtoras, o sistema busca uma aprovação em tempo real.

O app ainda permite o acesso ao espelho de vendas das unidades que estão disponíveis. Assim, corretores podem reservar unidades e enviar documentos dos possíveis compradores dentro da solução, para a validação do crédito. 

Após a aprovação, dentro das condições aceitas pelo simulador, basta formalizar o contrato e finalizar a compra.

Segundo a startup, as empresas baseadas em uma gestão manual demoram cerca de 45 dias para finalizar uma venda. Com as novas soluções, é possível reduzir o processo em 95%, finalizando-o em dois dias.

“É tempo de mudar. Os clientes do mercado imobiliário estão insatisfeitos com o processo burocrático no setor. Os corretores querem mais autonomia, os gestores querem mais controle e os clientes precisam de uma experiência mais atrativa. Nossa solução veio para suprir essas necessidades”, afirma Glauco Farnezi, CEO da App Facilita.

Para a Soluti, outros atores do processo, como os cartórios e bancos, devem ser incluídos no ecossistema digital aos poucos. 

“A Soluti tem na sua essência o empreendedorismo e sempre estimularemos iniciativas interessantes, que facilitem a vida das pessoas e das empresas, principalmente se pudermos agregar nosso conhecimento e tecnologia”, afirma Vinicius Sousa, CEO da Soluti.

A Soluti faturou R$ 75 milhões em 2018, uma alta de 30% frente aos resultados do ano anterior. A expectativa era de chegar aos R$ 100 milhões em 2019.

No primeiro semestre do ano passado, a empresa ultrapassou na Certising na liderança de mercado, ficando com 21,5% do marketshare, contra 16,5% da antiga líder.