Norberto Bérgamo, da PMS, assina o contrato de venda.

A Senior, desenvolvedora catarinense de software para gestão, gestão de pessoas e acesso e segurança, comprou a PMS Informática, canal sediado em Indaiatuba, no interior de São Paulo.

O valor do negócio não foi revelado. A PMS teve receita de R$ 25 milhões em 2012 e sozinha, a PMS já respondia por 20% do faturamento da Senior.

Com a aquisição, a Senior incorpora uma carteira com 600 clientes e mais de 180 colaboradores. Quando estiver concluída, no ano que vem, a incorporação do que será a Senior Interior Paulista deve ajudar na alta do faturamento, que dos R$ 135 milhões previstos para 2013 deve chegar a R$ 190 milhões em 2014, alta de 40%.

“A PMS é uma empresa tradicional da região de Campinas, com ótimos resultados e relacionamentos, reconhecida por suas práticas de gestão de pessoas e que compartilha os mesmos valores da Senior”, acentua afirma Carlênio Castelo Branco, presidente da Senior.

Pelas projeções de Branco, a Senior deve alcançar metas de faturamento de R$ 500 milhões em 5 anos e de R$ 1 bilhão em 10 anos.

Não é a primeira vez que a Senior incorpora a operação de um canal regional. No final de 2011, a empresa adquiriu a totalidade da divisão Senior da Ruá, empresa sediada em Porto Alegre que atuava como revenda no Rio Grande do Sul.

Os cinco sócios da companhia adquirida passam a ser acionistas da Senior Sistemas em janeiro de 2012.

Ao mesmo tempo em que compra alguns canais de porte, a Senior está fazendo um esforço para ampliar o número total de parceiros na praça.

Em junho, a empresa anunciou um investimento de R$ 1 milhão em um programa de ampliação de canais que visa adicionar 10 novos parceiros no país, aumentando em 10% a rede total. 

As prioridades são cidades importantes no interior dos estados como São José do Rio Preto (SP), Presidente Prudente (SP), Juiz de Fora (MG), Montes Claros (MG), Rio Verde (GO), Anápolis (GO), Barreiras (BA), Feira de Santana (BA), São Luís (MA), Imperatriz (MA), além das capitais Manaus e Fortaleza.

A preferência é para empresas com atuação estabelecida nessas regiões, com força de vendas e consultores de TI próprios. Um alvo podem ser canais dessatisfeitos com a atuantes com a concorrência.

A nova política de canais da Senior é produto de um aconselhamento direto com a consultoria especializada Direct Channel e prevê um período de incubação de até 18 meses para os novos parceiros.

Em março, a empresa anunciou a contratação do executivo gaúcho Marcelo Daniel Gallarreta, ex-Get Net e Net, para assumir como gerente Nacional de Vendas da Senior.

O volume de negócios - a soma do faturamento direto e das vendas Senior de 100 canais - foi de R$ 455 milhões em 2012, uma alta de 21% em relação aos resultados do ano anterior.
 
Desse total, 40% ficaram com vendas de ERPs, outros 40% com a solução de gestão de folha e 20% com o negócio de controle de acesso.

Fundada em 1988 em Blumenau, a Senior tem cinco 5 filiais - São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul e Pernambuco - e cerca de 100 canais de distribuição em todo o Brasil, totalizando 3 mil pessoas envolvidas.