Hospital Municipal de Passo Fundo. Foto: divulgação.

O governo do Rio Grande do Sul adotou a solução de prontuário eletrônico Trakcare, da InterSystems, para integrar unidades na região de Passo Fundo.

Chamada de Sistema Integrado de Gestão em Saúde (SIGS), a solução integra a área de saúde que compreende a região de Passo Fundo, no norte do estado, incluindo hospitais, UPAS e laboratórios, contemplando médicos, enfermeiras e agentes de saúde.

O plano do governo estadual, que fornece a infraestrutura de sistemas e datacenter para a 6ª Coordenadoria Regional de Saúde de Passo Fundo, é qualificar e agilizando o atendimento ao cidadão com o incremento tecnológico.

Todo o acompanhamento do paciente é registrado e atualizado no sistema, desde a porta de entrada em uma unidade básica, até um complexo procedimento cirúrgico que ele possa precisar.

Segundo Carlos Eduardo Nogueira, CEO da InterSystems na América Latina, a integração disponibilizará dados clínicos dos pacientes para toda a rede, iniciando um ciclo de uso inteligente destas informações, para prevenir doenças e traçar diagnósticos precisos e embasados, assim como a redução de papéis e de burocracias.

“O projeto ajudará a racionalizar custos ao reduzir drasticamente o número de internações - já que se pode atuar de forma preventiva às doenças - e ao diminuir o número de pedidos de exames, pois em caso de perda, não é preciso repeti-los já que eles ficam registrados no sistema”, afirma.

Conforme Nogueira, a expectativa é de que o SIGS, previsto para ser concluído até o final de 2014, resulte em redução de custos para o governo, cortando os prontuários e pedidos de exames em papel, assim como a melhoria da gestão dos medicamentos.

Segundo informações divulgadas pelo portal SaúdeWeb nesta terça, 2, o projeto veio em um momento conturbado para a InterSystems, que enxugou sua equipe no Brasil, dispensando cerca de 20 funcionários.

Segundo o site, as demissões ocorreram há cerca de um mês e a companhia parou de vender mais seu produtos de HIS no país, apenas seguindo com os clientes que já utilizam o TrackCare e com o produto HealthShare.

As demissões na InterSystems coincidiram com o início da implantação em Passo Fundo, mas a multinacional afirmou em nota que mantém inalterados seus planos para a solução InterSystems TrakCare no mercado brasileiro.

"Este fato pode ser reafirmado com o projeto que acaba de ser iniciado no Rio Grande do Sul, especificamente na região de Passo Fundo, envolvendo a implantação do TrakCare na área de saúde pública", frisa a companhia.

No Brasil, o maior contrato da empresa é no Distrito Federal, que envolve 17 hospitais, 17 laboratórios e 63 centros de saúde e diversas unidades de Pronto Atendimento e a UPA Recanto das Emas.