PROGRAMAÇÃO

Stone capacita mão de obra em Elixir

02/02/2021 09:38

A fintech vai contratar 30 pessoas e formá-las durante um mês. Inscrições estão abertas.

A Stone é a quarta maior empresa de processamento de pagamentos do Brasil. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Stone, fintech brasileira de meios de pagamentos, vai contratar 30 pessoas interessadas em aprender a linguagem Elixir, formá-las durante um mês e, depois, direcioná-las para o time de desenvolvimento de softwares da empresa.

Segundo a companhia, a Elixir é uma das linguagens de programação adotadas pela sua área de banking, mas ainda faltam profissionais com experiência.

As inscrições estão abertas e vão até o dia 16 de fevereiro no site do programa

Além de ter interesse em trabalhar com Elixir, a empresa busca candidatos que tenham conhecimento básico em alguma linguagem de programação, motivação por desafios e aprendizado constante e boa comunicação.

"Queremos ensinar e formar esses profissionais, para se tornarem a nova geração do nosso time de tecnologia. Por isso, o mais importante é que essas pessoas tenham vontade de aprender e queiram melhorar a vida do empreendedor brasileiro junto com a gente", afirma Renata Zenaro, da área de banking da Stone.

Após a inscrição, o candidato recebe um teste técnico que pode ser resolvido em diversas linguagens e serão feitas entrevistas para a escolha das pessoas selecionadas. A contratação e início do programa será no dia 15 de março.

Os contratados poderão trabalhar presencialmente nos escritórios do Rio de Janeiro ou de São Paulo ou, ainda, de forma 100% remota em qualquer cidade do Brasil.

A linguagem Elixir foi criada pelo brasileiro José Valim em cima do Erlang, uma linguagem criada pela Ericsson para usos no setor de telecomunicações ainda nos anos 90.

Ela é usada em aplicações distribuídas e está em alta em fintechs como a Stone e o Nubank, que inclusive comprou a Plataformatec, empresa de Valim.

Popularizada entre as empresas do Vale do Silício, a tecnologia  permite a construção de plataformas digitais para suportar o tráfego de milhares de dados em uma curta escala de tempo. 

Lançada em 2012, a Stone é hoje a quarta maior empresa de processamento de pagamentos do Brasil, com uma participação de mercado de 8% em um mercado que até pouco tempo atrás era um duopólio de Rede e Cielo (em 2018, o share da Stone era 5,5%).

Veja também

BOARDS
Atlas Governance recebe aporte de R$ 5,6 milhões

Cheque veio de um grupo de investidores C-Level vindos de empresas como CVM e McDonalds.

TENDÊNCIA
Nimbi lança sua conta digital

Mais uma empresa de software embarca na onda fintech. Foco são caminhoneiros.

CONTRATAÇÃO
Linx Digital tem novo diretor de produtos

Tiago Mello foi CEO do grupo de moda feminina DWZ e sócio do FFX Group.

MÓVEIS
MadeiraMadeira é o novo unicórnio brasileiro

E-commerce curitibano foi avaliado em mais de US$ 1 bilhão em rodada série E antes do IPO.

ADEUS
Relembre 2020, se você é corajoso o bastante

A retrospectiva de um ano que não será esquecido: coronavírus, novo normal, ransomware, grandes negócios e mais.

CONTRATAÇÃO
Caio Camargo assume vertical da Linx

Contratação é um nome conhecido na área de varejo, onde atua como consultor e blogueiro.

BILIONÁRIA
Creditas é o novo unicórnio brasileiro

A fintech foi avaliada em US$ 1,75 bilhão em rodada série E liderada pelo LGT Lightstone.

ERP
Moinhos Cruzeiro do Sul agora roda SAP

Projeto feito pela Infosys foi um roll out da implantação feita na Correcta Alimentos em 2017.

VENTURES
Tivit vai investir R$ 400 milhões em startups

Valor deve ser destinado a aportes em até 10 empresas por ano nos próximos cinco anos.

CONEXÃO
Pátria investe mais de R$ 3 bilhões em nova empresa

A recém lançada Winity vai atuar no setor de infraestrutura wireless.