Do 2T15 para o 3T15, o PIB do Brasil teve queda de 1,7%. Foto: Alexander Kalina/Shutterstock.

No terceiro trimestre de 2015, o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil teve queda de 1,7% no na comparação com o segundo trimestre de 2015, segundo o IBGE. Na base de comparação anual, a queda foi de 4,5%.

Segundo o InfoMoney, a estimava de analistas era de uma retração de 1,2% no terceiro trimestre de 2015 frente ao segundo trimestre. Na base de comparação anual, era esperada queda de 4,2%.

No acumulado em quatro trimestres, o PIB recuou 2,5% e, de janeiro a setembro, o PIB acumula queda de 3,2%. 

A taxa de investimento no terceiro trimestre de 2015 foi de 18,1% do PIB, uma queda de 2,1 ponto percentual na comparação o mesmo período de 2014 (20,2%). A taxa de poupança foi de 15% no terceiro trimestre de 2015 (ante 17,2% no mesmo período de 2014).

Em relação o segundo trimestre a maior queda da indústria foi a de transformação, com retração de 3,1%. A construção civil teve queda de 0,5%, enquanto a de extrativa mineral, de 0,2%.

A atividade de eletricidade e gás, água, esgoto e limpeza urbana apresentou crescimento de 1,1%. 

Em relação ao mesmo período de 2014, a indústria caiu 6,7%, enquanto a indústria de transformação recuou 11,3%.

O InfoMoney relata que, no segmento de serviços, os de administração, saúde e educação pública tiveram alta de 0,8%, enquanto os de intermediação financeira e seguros subiram 0,3%. 

As outras atividades registraram queda em relação ao trimestre anterior: comércio (-2,4%), outros serviços (-1,8%), transporte, armazenagem e correio (-1,5%), serviços de informação (-0,5%) e atividades imobiliárias (-0,1%).