Antônio Gesteira.

O departamento forense da KPMG no Brasil passou a ser liderado por Antônio Gesteira, sócio da empresa que atuava como líder para assuntos de tecnologia forense e e-discovery.

Gesteira está na KPMG desde 2013, quando veio da NFe do Brasil S/A, uma empresa especializada em nota eletrônica do grupo Globalweb Corp.

Antes, o executivo foi diretor sênior por 11 anos na PwC sendo responsável pela prática de forense, com bastante atuação na certificação de meios de pagamentos PCI

A prática forense da KPMG reúne mais de cem profissionais dedicados à investigação de fraudes e possui dois laboratórios de alta tecnologia. 

Dentre os profissionais, estão especialistas em inteligência corporativa, perícia contábil, e-discovery, análise de dados e disputas e litígios. 

Além disso, a prática reúne um grupo dedicado ainda a realizar atendimento de denúncias e que fornece um serviço de linha ética.

"A meta do departamento agora é atrair e reter talentos, aplicar novas tecnologias por meio de acordos globais e ser o provedor preferencial dos clientes e escritório de advogados", comenta Gesteira.

No Brasil, a KPMG tem 4 mil profissionais distribuídos em escritórios situados em São Paulo (sede), Belém, Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Cuiabá, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Goiânia, Joinville, Londrina, Manaus, Osasco, Porto Alegre, Recife, Ribeirão Preto, Rio de Janeiro, Salvador, São Carlos, São José dos Campos e Uberlândia.