A CenturyLink firmou um acordo para comprar a Level 3 por cerca de US$ 34 bilhões. Foto: Divulgação.

A CenturyLink firmou um acordo para comprar a Level 3 Communications por cerca de US$ 34 bilhões. 

A transação, que envolve dinheiro e ações, cria um concorrente mais forte para a AT&T no mercado de internet corporativa de alto tráfego.

O negócio ficou em US$ 66,50 por ação, um valor 42% mais alto do que o registrado pela empresa na semana passada.

As duas empresas têm enfrentado dificuldades na luta contra concorrentes maiores, como AT&T e Verizon, no mercado de serviços empresariais.

A Level 3 opera um dos maiores backbones de internet no mundo, mas virou seu foco para pequenas e médias empresas para reverter a desaceleração do crescimento de vendas em suas operações principais. 

Já a CenturyLink, tradicionalmente uma companhia de telefonia rural, tem procurado atualizar sua rede com linhas de fibra óptica em uma tentativa de competir com a AT&T, Verizon e rivais da indústria de cabos.

"Os benefícios financeiros falam por si mesmos", afirma Jeff Storey, executivo-chefe da Level 3, durante uma teleconferência com analistas. De acordo com o Wall Street Journal, ele destacou os quase US$ 1 bilhão em economia de custo esperados pelo compartilhamento de linhas de dados e corte de empregos sobrepostos. 

O negócio transforma a CenturyLink - que cresceu de uma pequeno provedora de telefonia da Louisiana adquirindo os telefones fixos de Qwest e Sprint Corp - em um provedor de serviços ainda mais voltado para empresas, com cerca de três quartos de sua receita proveniente de clientes corporativos.

A companhia combinada também manterá milhões de assinantes de internet residencial.