Flávio Jansen, CEO da Locaweb. Foto: divulgação

O Bndes aprovou financiamento de R$ 41,1 milhões à Locaweb, no âmbito do BNDES Prosoft, programa do banco para a indústria nacional de software.

O valor corresponde a 84% do total do projeto destinado à empresa, que contempla investimentos em infraestrutura, marketing, comercialização e pesquisa e desenvolvimento, com ênfase em cloud computing.

Segundo nota da companhia, os recursos permitirão expandir a capacidade operacional, principalmente no data center da sede, em São Paulo, que poderá ter sua capacidade atual aumentada em pelo menos três vezes.

O projeto compreende, ainda, obras civis, adequação às normas de sustentabilidade, adequação da rede elétrica e do sistema de proteção contra desligamentos, implantação de sistemas de refrigeração e segurança e aquisição de móveis e computadores portáteis.

Também serão reforçadas as funcionalidades de redundância dos principais sistemas, diminuindo o risco de interrupção por falhas, e está prevista a ampliação da área destinada às equipes de atendimento, suporte e desenvolvimento.

“A Locaweb está investindo ainda em desenvolvimento de novos produtos, vendas e atendimento pós-venda”, afirma comunicado da empresa.

Até agosto de 2014, a Locaweb estima gerar, em função do novo projeto, 156 novos empregos, o que representa um crescimento de 21% em relação ao quadro de funcionários registrado no ano passado.

EM EXPANSÃO
A Locaweb vem dando passos largos na estratégia de expansão.

No começo de julho, anunciou a compra de 100% da provedora de soluções de e-mail marketing paulista All In Mail.

A empresa era um dos últimos players de independentes de e-mail marketing no mercado brasileiro, com forte especialização na área de e-commerce, onde atendem clientes como FNAC, Ponto Frio, Extra, Casas Bahia, Buscapé e Marisa.

A All In Mail faturou R$ 7 milhões em 2012 e tem 40 funcionários. A Locaweb fechou o ano com R$ 221 milhões, segundo o CEO, Flávio Jansen.