CUBO

Itaú e Redpoint lançam centro de empreendedorismo

01/06/2015 17:13

O Itaú Unibanco e a Redpoint e.ventures anunciaram a criação do espaço Cubo. Foto: Divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

O Itaú Unibanco e a Redpoint e.ventures, empresa de capital de risco, anunciaram a criação do espaço Cubo. A iniciativa sem fins lucrativos é voltada para incentivar a inovação e o empreendedorismo tecnológico no país. 

O espaço foi criado em um prédio de seis andares, localizado no bairro Vila Olímpia, em São Paulo. O valor investido no projeto não foi revelado.

"A união de esforços entre o Itaú e a Redpoint faz do Cubo um novo modo de fomentar o empreendedorismo tecnológico na América Latina, tornando-o mais inovador e transformador para toda a sociedade", afirma Ricardo Guerra, diretor executivo do Itaú Unibanco.

Segundo o executivo, o Cubo apoiará desde startups digitais em estágio avançado até empreendedores que precisam de incentivo para tirar sua ideia do papel, oferecendo infraestrutura, networking e conteúdo de educação empreendedora. 

De acordo com o TIInside, o executivo esclareceu que o Cubo não irá funcionar com a aceleradora Wayra, da Telefônica, por exemplo, que prevê participação societária nas melhores startups selecionadas. 

O Cubo prevê abrigar cerca de 50 startups e 250 residentes, que pagarão uma taxa para utilizar todos os serviços de infraestrutura e comunicação. 

Além do ambiente de coworking, o espaço multidisciplinar conta com um auditório para 130 pessoas, cafeteria, salas para cursos e um espaço para realização de eventos na cobertura do prédio.

O Cubo também está aberto à participação de universidades, que poderão desenvolver pesquisas, testar novos conceitos, ministrar aulas especiais. 

Ele também pretende atrair grandes empresas, não só interessadas em apoiar o projeto, mas também que possam desenvolver inovação aberta, buscar novos fornecedores ou clientes e investirem nas ideias geradas pelas startups.

Para o Itaú, sócio mantenedor e o principal provedor de recursos, o Cubo servirá como um laboratório para experiências na transformação do banco digital, que poderá se inspirar em novas e  melhores ideias do empreendedorismo.

O Itaú e a Redpoint e.ventures utilizarão suas redes de relacionamento para alavancar os negócios das startups digitais que passarem pelo Cubo.

Veja também

SUSTENTABILIDADE
Itaú: US$ 400 mi para energia renovável

Objetivo é colaborar para a sustentabilidade energética do país, que sofre com falta de abastecimento.

APP
Itaú: campanha no Waze para bicicletas

Pins foram utilizados nos mapas das cidades para marcar a localização das estacões de bike.

CAPACITAÇÃO
Sebrae abre inscrições do Startup RS

As 20 empresas selecionadas recebem mentorias, participação em eventos e outros benefícios.