Datas festivas, valores atrativos e público amplo são alguns dos motivos do crescimento. Foto: flickr.com/photos/ebayink.

A venda de tablets no Brasil cresceu 157% em 2013, com 8,4 milhões de unidades de acordo com a IDC. Apenas no último trimestre, foram comercializados 3 milhões de tablets, ou seja, 149% a mais do que o mesmo período do ano anterior.

“Este resultado é inédito para o setor. No ultimo trimestre de 2013 foi a primeira vez, desde que foram lançados, que os tablets superam os notebooks em volume de vendas em mais de 800 mil unidades”, diz Pedro Hagge, analista de mercado da IDC Brasil. 

Para ele, o setor é influenciado por datas festivas que aceleram as vendas como é o caso do Natal e também do Black Friday. 

Os preços mais atrativos e a diversidade do público atingido pela tecnologia também são fatores importantes para esse crescimento acelerado. 

Em média, um desses aparelhos custava R$ 520 em 2013, enquanto em 2012, o valor era de R$ 761. E a venda de produtos de baixo custo é a maioria: 60%. A faixa superior a R$ 1 mil representa 13% da fatia de mercado.

“Os aparelhos customizados para o público infantil, por exemplo,  vêm ganhando forte espaço no segmento, assim como os modelos desenhados para atender os projetos de educação e governo”, conclui Hagge.

Para 2014, a expectativa da IDC é que os tablets continuem avançando. O Brasil deve fechar com 11,1 milhões de tablets vendidos e 12,9 milhões de PCs (8,4 milhões de notebooks e 5 milhões de desktops).