Rodney Rogers, CEO da Virtustream. Foto: divulgação.

A EMC e a sua subsidiária VMware anunciaram a criação de um novo negócio dedicada a serviços em nuvem, combinando suas ofertas do segmento sob a joint-venture Virtustream.

Com foco em nuvem híbrida, a nova companhia terá seus termos de criação finalizados no primeiro trimestre de 2016. A nova unidade leva o nome da companhia adquirida pela EMC em maio do ano passado. Rodney Rogers, CEO da Virtustream desde 2007, seguirá como CEO da companhia.

Segundo destacou a EMC em nota, a expectativa é que a Virtustream gere centenas de milhões de dólares em vendas recorrentes já em 2016, com foco na oferta serviços em nuvem corporativos, com a previsão de vendas na casa de bilhões de dólares nos próximos anos.

Antes de ser adquirida pela EMC, a Virtustream registrou um faturamento de US$ 75 milhões em 2014, o que deve ser ampliado com o poder de fogo da multinacional.

A companhia vai reunir os portfólios de nuvem corporativa da EMC, VCE, Virtustream e VMware, como VMware vCloud Air, VCE Cloud Managed Services, Virtustream IaaS (Infrastructure-as-a-Service) e as ofertas da EMC de serviços de storage gerenciados.

Para isso, a Virtustream vai oferecer uma experiência de nuvem pública compatível aos clientes que desenvolvem a solução Federation Enterprise Hybrid Cloud em seus negócios.

“Com a Virtustream, estamos atendendo às mudanças nos padrões de compra e nos modelos de operação de TI que vemos no mercado. Nossos clientes nos dizem que estão focados na transformação a TI e em sua jornada rumo à nuvem híbrida. Agora a Federação EMC está posicionada como um provedor completo de ofertas de nuvem híbrida”, afirma Joe Tucci, CEO da EMC Corp.

Para Tucci, a adição da Virtustream ao mix de marcas da Federação EMC é motivo de empolgação também para a Dell, empresa que desembolsou US$ 67 bilhões no ano passado para comprar a EMC.

"Eu e Michael Dell estamos animados com os prospectos para a Virtustream e nossas sinergias podem trazer taxas de crescimento maiores para estes negócios em 2016 e mais à frente", completou Tucci.

Por seu lado, a VMware vai criar uma unidade de negócios – Cloud Provider Software -, que será liderada por Ajay Patel, vice-presidente sênior da companhia, focada na entrega soluções e software para provedores de nuvens, como a vCloud Air Network.

A nova unidade vai incorporar os ativos e o pessoal das unidades vCloud Air Application Services, vCloud Director e vCloud Air Network, assim como as unidades de software da Virtustream, como Advisor Planning e Migration, xStream e Viewtrust.

Para Pat Gelsinger, CEO da VMware, o novo negócio o novo negócio trará grandes oportunidades de crescimento para a VMware e para a EMC, construindo um forte momento para o vCloud Air.

“A nova Virtustream vai levar ao mercado o mais completo portfólio de ofertas em nuvem, permitindo aos clientes mover todas as suas aplicações para ambientes de TI baseados em nuvem e gerenciar de forma simples seus ambientes públicos e privados", afirmou Gelsinger.