Que 2010 foi o ano dos sites coletivos ninguém duvida, ainda mais sendo ajudado pelo seu primo mais velho, o e-commerce, que no Brasil deve fechar o ano com receita de 2,2 bilhões de reais.
    
Então, vamos analisar como deve ser o segundo estágio da maré dos sites coletivos, a segmentação. Para começar, vou comentar um fato ocorrido comigo na última segunda-feira.

Ao iniciar meu dia, (abrindo meu e-mail, claro!) deparei com uma sábia, ou melhor, três sábias ações gêmeas de marketing digital: três e-mails consecutivos de um site denominado “Nosso Peixe”. Sua mensagem era 52% OFF – 2 BIG-PASTÉIS (de 22 cm cada um) + Coca- Cola 2 litros no Big Pastel! De R$ 20,50 por R$ 9,90.

Ao visualizar como esse novo player do mercado coletivo se comunica, uma tempestade de notícias ligadas ao assunto vieram em minha mente...

Primeiro lembrei de um amigo que está na minha cola há dias “pilhando” para criarmos um site/negócio nesse mesmo formato, mesmo ele ciente das minhas desconfianças com tal assunto...

Surgiu também o questionamento do porque uma celebridade como @LucianoHuck veio a comprar 5% do Peixe Urbano... E porque o Google também está interessado em adquirir o Groupon... e pra finalizar, minha consciência se fixou no tão inusitado (e fracassado) Black Friday que ocorreu dias atrás.

Todos esses questionamentos vieram realmente como uma tempestade e, no fim, apenas uma ação (tecnicamente foram três): deletei fulminantemente o trio de e-mails.

Sobre a diversidade de sites:
O legal é ver a diversidade de nichos que os empreendedores desse tipo de negócio vêm apresentando, desde específicos na gastronomia, como o sirva-se, bem-estar como o Oferta Saudável, Brivalia e Brands club, com foco no outlet de vestuário, you clube e Presente fácil focados em Eletrônicos & Eletrodomésticos e até o Gugah!, especializado no publico GLS.

Outro movimento interessante que tenho percebido são os sites agregadores de sites de compra coletiva, como o como o Apontador Ofertas que localiza as ofertas em várias cidades. É só selecionar a cidade desejada e o site mostra as ofertas que estão próximas e você ainda pode conferir o mapa com a localização exata do estabelecimento que está oferecendo o desconto.

E pra quem tá a fim de contar suas experiências (mais as positivas pelo que vi!) pode optar por sites como o Ouvidoria Urbana, e pra turma que quer botar pra quebrar e soltar o verbo pode utilizar o já consagrado Reclame aqui!

Mais sobre segmentação:
A segmentação deve ser vista por esses veículos como prioridade, desde suas divisões de negócio (mix de produtos, serviços, público-alvo, região de atuação, etc.) como a repartição detalhada da divulgação de suas promoções.

Segmentação tende a ser um desafio constante para os gestores desses portais, e quem tiver as melhores estratégias de segmentação tende a ter a melhor sobrevida econômica.

P.S: Nosso Peixe, eu não gosto de pasteis.

* Max Calhao é Diretor de Planejamento e criatividade da Organic Agency. Formado em Design de Moveis pela Universidade de Caxias do Sul, e especialista em estratégias de marketing digital desde 2008.